Grupos de Trabalho

Os artigos completos e resumos deverão ser enquadrados e indicados em seus respectivos textos em um dos GTs abaixo:

GT 1 – Socioeconomia: Princípios Teóricos e Estudos de Caso
GT 2 – Recursos e Dinâmicas Territoriais para o Desenvolvimento Local
GT 3 – Turismo, Território e Desenvolvimento
GT 4 – Estudos em Redes Sociais
GT 5 – Saúde, Sociedade e Desenvolvimento
GT 6 – Políticas Públicas e Desenvolvimento Territorial Sustentável
GT 7 – Indicadores Ambientais e Gestão do Território
GT 8 – Biodiversidade, Bioprospecção e Uso dos Recursos Naturais
GT 9 – Gestão de Unidades de Conservação e Sociobiodiversidade

 

GT 1 – Socioeconomia: Princípios Teóricos e Estudos de Caso

As ciências econômicas tiveram seu berço nas ciências humanas através da economia política. Após a Segunda Guerra Mundial foram evitadas discussões relacionadas a valores ideológicos, tendo as ciências econômicas se instrumentalizado com as ferramentas das ciências exatas. Durante o século XX, os modelos econômicos contribuíram para com o aumento do produto e da produtividade, reduzindo as preocupações em relação à humanidade e à natureza. No final deste período, as desigualdades sociais se elevaram e a natureza foi fortemente impactada pelo uso irracional de seus recursos. A socioeconomia surgiu no campo interdisciplinar visando a resolução desses problemas. Por tratar de um conhecimento novo, este GT contribui com a construção teórica e metodológica da mesma por meio da sistematização da produção acadêmica nos anais do evento e neste, com a aproximação dos pesquisadores e das instituições engajados no campo, proporcionando-lhes um espaço para debate.

Organizadoras:
Mayra T. Sulzbach – PPGDTS/UFPR
Marcia Regina Ferreira – PPGDTS/UFPR

 

GT 2 – Recursos e Dinâmicas Territoriais para o Desenvolvimento Local

As abordagens teóricas de desenvolvimento, território e sustentabilidade são absolutamente necessárias para se pensar alternativas de redução e combate às desigualdades sociais e à degradação dos ecossistemas. Os recursos territoriais tangíveis (materiais) e intangíveis (imateriais) podem desencadear processos e dinâmicas de desenvolvimento que levem em consideração a natureza, a cultura ou os saberes inerentes aos territórios. Aliado a isso estão as discussões sobre o papel e a importância dos recursos territoriais, abordagens teóricas e empíricas, relacionadas à coordenação dos atores – leia-se governança territorial –, inerentes aos processos de desenvolvimento, onde exercem papel fundamental. Temáticas como circuitos curtos de comercialização, indicações geográficas, sistemas e arranjos produtivos locais, turismo de base comunitária, cadeias produtivas da biodiversidade, autogestão e agroindustrialização de pequeno porte são tratadas neste GT. Por fim, este GT2 busca proporcionar discussões e reflexões teóricas e metodológicas, assim como um espaço para apresentações de resultados de pesquisas empíricas e/ou de extensão, seja no meio urbano, seja no rural, que fomentem o desenvolvimento territorial sustentável.

Organizadores:
Valdir F.Denardin – PPGDTS/UFPR
Marcos Aurélio Saquet – PPGDRS/UNIOESTE
Elaine Cristina de Oliveira Menezes – PPGDTS/UFPR
Manoel Flores Lesama – PPGDTS/UFPR

 

GT 3 – Turismo, Território e Desenvolvimento

Este GT tem o objetivo de propiciar espaço para reflexões críticas acerca das diversas interpretações do fenômeno turismo sob a perspectiva da inter e da multidisciplinaridade, considerando sua influência sobre o processo de produção dos territórios e os desdobramentos relativos ao desenvolvimento em destinos turísticos. Em consonância à esfera relacional, entende-se que o território seja construído por meio das relações sociais, em particular daquelas que se referem ao poder/apropriação desses espaços. Tanto as ações públicas quanto as privadas e do terceiro setor constituem elementos substanciais para a compreensão da dinâmica socioespacial, que mobiliza diversos lugares que assumem identidade turística. Nesse sentido, pressupõe-se que os avanços teóricos requerem pontos de vista que incorporem a complexidade do fenômeno turismo, bem como procurem interpretá-lo a partir de um feixe de atores, grupos de interesses e redes.

Organizadores:
Cinthia Sena Abrahão – PPGDTS/UFPR
Daniel Hauer Queiroz Telles – PPGTUR/UFPR

 

GT 4 – Estudos em Redes Sociais

Nas últimas décadas, a Análise de Redes Sociais (ARS) tem se generalizado como método de estudos nas ciências humanas e ambientais. São crescentes os estudos que priorizam as relações entre pessoas, grupos, organizações, áreas ou regiões de modo a melhor se compreender o desenvolvimento territorial sustentável. Este GT discute os trabalhos que adotam a teoria de redes como fundamento para os estudos de organização social e produtiva voltados ao desenvolvimento territorial sustentável. Incluem-se nesse cenário estudos em métodos e técnicas de análise de redes sociais, redes de organizações da sociedade civil ou de organização produtiva, redes políticas, redes de serviços públicos como educação, urbanismo ou assistência social.

Organizadores:
Rodrigo R. Horochovski – PPGDTS/UFPR
Ivan J. Junckes – PPGDTS/UFPR

 

GT 5 – Saúde, Sociedade e Desenvolvimento

Considera-se a perspectiva de que o desenvolvimento territorial sustentável produza saúde, ao mesmo tempo em que é decorrente da ação de sujeitos saudáveis e capazes de gerar transformações no meio em que vivem. Este grupo de trabalho busca discutir questões relacionadas à sustentabilidade, sob o enfoque da saúde e do desenvolvimento humano. Para se discutir esse contexto, revela-se essencial considerar o papel das políticas públicas e das influências territoriais e tecnológicas. Como desdobramento deste debate, a abordagem das relações entre saúde e sociedade pode ser manifestada através das temáticas: fenômenos de prevenção e promoção em saúde, determinantes sociais do processo saúde-doença, saúde ambiental, crescimento, envelhecimento, gênero e violência, entre outras possibilidades.

Organizadores:
Luciana V. C. Weinert – PPGDTS/UFPR
Marcos C. Signorelli – PPGDTS/UFPR

 

GT 6 – Políticas Públicas e Desenvolvimento Territorial Sustentável

Este grupo de trabalho tem por objetivo discutir questões relacionadas às políticas públicas no contexto do desenvolvimento territorial sustentável, refletindo sobre questões como intersetorialidade, accountability e governança. Interessa pensar as possibilidades de controle e participação social nas diferentes etapas do processo de políticas públicas: formulação, implementação e avaliação. O grupo está aberto a debater as diversas experiências das políticas sociais – educação, saúde, assistência, previdência, entre outras.

Organizadoras:
Marisete T. Hoffmann-Horochovski – PPGDTS/UFPR
Daniela Resende Archanjo – PPGDTS/UFPR

 

GT 7 – Indicadores Ambientais e Gestão do Território

Este grupo se propõe a discutir o uso de indicadores ambientais como instrumentos de gestão do território e sua relação com outros indicadores socioeconômicos. Estudos sobre avaliação e monitoramento da qualidade ambiental (água, solo, ar e biota) e de medidas aplicáveis de prevenção e controle, visando à redução dos agravos à saúde humana, assim como à melhoria das condições ambientais, mostram-se fundamentais no cenário contemporâneo. Interessa a este GT também possibilitar um espaço para a discussão de experiências relacionadas aos impactos ambientais gerados por diferentes modelos de desenvolvimento, além das estratégias e ações de sustentabilidade adotadas para cada território.

Organizadores:
Rodrigo A. Reis – PPGDTS/UFPR
Luciano Huergo – PPGDTS/UFPR

 

GT 8 – Biodiversidade, Bioprospecção e Uso dos Recursos Naturais

Este grupo se propõe a discutir conhecimentos acerca de processos ecológicos e dinâmicas ecossistêmicas que fluem no território, sejam eles de causa antropogênica, sejam de origens naturais. Considera-se dentro dessa abordagem ampla, a história da ocupação humana, as relações socioeconômicas e o etnoconhecimento como elementos indissociáveis do uso que se faz da biodiversidade no território. Somam-se aos aspectos anteriores dentro dos interesses de debate deste GT a análise da paisagem, a bioprospecção, os conflitos socioambientais, os serviços ecossistêmicos, as políticas de proteção ambiental e os componentes intangíveis da biodiversidade.

Organizadores:
Luiz Everson da Silva – PPGDTS/UFPR
Wanderlei do Amaral – PPGDTS/UFPR

 

GT 9 – Gestão de Unidades de Conservação e Sociobiodiversidade

Neste grupo o foco da discussão é o planejamento, gestão e uso sustentável dos recursos naturais, pensando no aprimoramento da participação social, com vistas a fortalecer a integração entre os saberes tradicionais e o conhecimento científico, associados ao uso dos recursos naturais e ao território. O diálogo com essa proposição visa a compreender as questões de identidade, patrimônio cultural e organização social, propiciando discussões acerca das questões de gestão de conflitos que envolvam populações tradicionais e unidades de conservação.

Organizadores:
Liliani M. Tiepolo – PPGDTS/UFPR
Juliana Quadros – PPGDTS/UFPR